1.5.16

A pequena fruta vermelha, nativa dos Estados Unidos e cultivada também no Canadá e Chile, começou a ganhar notoriedade pelo mundo a partir ...

Cranberry: saiba mais sobre esta “superfruta” e seus benefícios para a saúde

Nenhum comentário:
 
A pequena fruta vermelha, nativa dos Estados Unidos e cultivada também no Canadá e Chile, começou a ganhar notoriedade pelo mundo a partir da década de 1980, quando pesquisas médicas apontaram os inúmeros benefícios para a saúde, principalmente na prevenção e tratamento de doenças do trato urinário. Hoje a cranberry ganhou status de “superfruta” por conta da grande quantidade de nutrientes e antioxidantes que possui.

                                        Cranberry (Foto: Divulgação)

Existem outras variedades na Europa, mas a espécie nativa dos Estados Unidos (vaccinium macrocarpon) é a mais conhecida. Com alta concetração de ácido benzoico – um conservante natural que permite que os frutos sejam armazenados por meses sem sofrer deterioração –, o cranberry foi parte integrante da dieta dos indígenas americanos, que utilizavam os bagos frescos, secos ou amassados como mistura nas carnes, um tipo de ração de viagem chamada “pemmican”. A frutinha também era usada pelos indígenas como medicamento, para tratar sintomas de uma doença que parecia ser infecção urinária.

É encontrado em pântanos nas regiões mais frias do hemisfério norte. São plantas baixas, tipo arbustos rasteiros que podem subir como trepadeiras, atingindo até dois metros de altura. Possuem caules rijos e pequenas folhas verdes. As flores são de um tom rosa-escuro e são polinizadas por abelhas. O fruto é uma baga maior do que as folhas da planta, que inicialmente é branco, mas adquire um tom vermelho-escuro quando totalmente maduro.

                       Cranberry planta (Foto: Divulgação)

No início o século 17, o cranberry passou a integrar o cardápio do Dia de Ação de Graças dos americanos, servindo de ingrediente para preparar o molho que acompanha o tradicional peru assado. A produção do cranberry, hoje, é considerada uma importante atividade comercial em alguns estados americanos e canadenses. A maioria é transformada em sucos, molhos, geleias e frutas secas, sendo o restante vendido fresco para os consumidores.

 Como é uma fruta nativa da America do Norte, existe a dificuldade de se cultivá-la no nosso país. Conhecida por aqui pelo nome de ‘oxicoco’, pode ser encontrada em forma de cápsulas e sucos, preparados a partir do concentrado da fruta que vem do vizinho Chile. Podemos também comprá-la desidratada, em lojas especializadas.  

Algumas variedades encontradas na Europa são utilizadas principalmente em molhos, geleias, conservas e licores. Molhos à base de cranberry harmonizam-se bem com carnes de caça. Na América do Norte, além de servir como acompanhar o peru, o fruto também aparece como ingrediente em tortas, saladas, bolos.  Muito rico em vitamina C, seu suco (bastante usado no preparo da famosa pink lemonade)  tem um sabor azedo e ácido, exigindo ser adoçado.  

                                  Colheira cranberry (Foto: Divulgação)

Uma curiosidade bastante interessante é em relação à colheita da cranberry na produção em escala comercial. Pode ser feita a seco, quando os frutos são varridos dos arbustos por ancinhos, ou de forma espetacular – a chamada colheira molhada. Neste caso, os campos são alagados e máquinas especiais são utilizadas para retirar os frutos das plantas. Os cranberries vermelhos, que flutuam, são então recolhidos e reunindos para distibuição mundial.

Confira a receita de Cranberry Chutney, ótimo para acompanhar carnes e aves: 

Cranberry chutney (Foto: Divulgação)

Ingredientes:

340 g de cranberries frescas ( se for usar secas, reduza para 250g)
1/2 xícara (chá) de passas escuras
1/2 xícara (chá) de maçã descascada, cortada em cubos
1/4 xícara (chá) + 2 colheres (sopa) de açúcar
1/4 xícara (chá) + 2 colheres (sopa) de vinagre
1 colher (chá) de raspas de laranja
1/2 colher (café) de pimenta da Jamaica
1/2 colher (café) de gengibre em pó
1/2 colher (café) de canela
1 pitada de  cravo em pó

Modo de Preparo:

Misture todos os ingredientes em uma panela média. Cozinhe em fogo baixo, mexendo ocasionalmente, até que as maçãs estejam bem macias e o molho apure, cerca de 30 minutos. Guarde em recipiente hermeticamente fechado, na geladeira. Pode ser preparado com até uma semana de antecedência. Use como acompanhamento de carnes suínas e aves.

Rendimento: cerca de 2 e 1/2 xícaras (de chá).

Compartilhe a receita nas redes sociais: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário